EUA lideram bombardeios a refinarias do Estado Islâmico na Síria

Parlamentares apoiam ação de Obama contra extremistas | Jonathan Ernst /Reuters Parlamentares apoiam ação de Obama contra extremistas | Jonathan Ernst /Reuters

Ataques aéreos liderados pelos Estados Unidos atingiram três refinarias improvisadas na província síria de Raqqa ontem de manhã, como parte da ação para enfraquecer os militantes do EI (Estado Islâmico), disse um grupo de monitoramento.

O grupo OSDH (Observatório Sírio para os Direitos Humanos), baseado no Reino Unido, informou que os ataques ocorreram logo depois da meia-noite, acrescentando que eles também atingiram uma fábrica de plástico.

O Pentágono confirmou os ataques às refinarias, que ocorreram em parceria com a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos.

O Estado Islâmico tem o controle da produção de petróleo no leste a Síria e improvisou pequenas refinarias para destilar a matéria-prima, uma das suas principais fontes de renda.

“O EI refina petróleo usando métodos tradicionais e o vende a comerciantes turcos”, disse o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman. “A coalizão quer destruir uma das fontes de renda do EI, fundamental para sustentar a guerra.”

Congresso a favor

Parlamentares norte-americanos ampliaram pedidos para uma autorização do Congresso dos Estados Unidos à guerra do presidente Barack Obama contra os militantes do EI no Iraque e na Síria, em meio a sinais de que os EUA e seus aliados enfrentarão uma longa e difícil batalha.

O presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, John Boehner, afirmou ao programa “This Week”, da emissora ABC, que acredita que Obama tem autorização legal para ataques contra o Estado Islâmico, mas vai pedir aos parlamentares para retornarem de seus distritos se Obama buscar uma resolução de apoio.

Obama e outras autoridades dos EUA afirmam acreditar que não precisam de nova votação para o uso da força, mas analistas políticos alertam que a guerra poderá prejudicar a participação de democratas contrários à guerra nas eleições de novembro.

 

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo