Missionário contaminado por ebola volta à Espanha

O padre foi levado em um avião especial com câmara de isolamento | Ministry of Defence/Handout via Reuters O padre foi levado em um avião especial com câmara de isolamento | Ministry of Defence/Handout via Reuters

Um missionário católico espanhol infectado pelo vírus ebola desembarcou nesta segunda-feira em Madri e foi hospitalizado.

Manuel García Viejo, padre de 69 anos, é o segundo espanhol infectado pelo vírus. Ele foi levado para o hospital Carlos III da capital espanhola.

O avião Hércules C-130, equipado com uma “câmara de isolamento”, decolou de Serra Leoa, onde García Viejo, clínico geral, especializado em doenças tropicais, era diretor do hospital da cidade de Lunsar.

O missionário, membro da Ordem Hospitalar de São João de Deus, instalado na África há 30 anos, solicitou a viagem para a Espanha, segundo o ministério da Saúde.

Em agosto, um padre espanhol de 75 anos, Miguel Pajares, faleceu na Espanha depois de ser repatriado da Libéria, onde havia contraído o vírus. Pajares foi a primeira vítima europeia da epidemia de ebola que afeta a África ocidental desde o início do ano.

A epidemia provocou a morte de 2.630 pessoas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Serra Leoa registra 130 novos casos de Ebola durante confinamento

A Serra Leoa registrou 130 novos casos do vírus Ebola durante um confinamento da população por três dias e está aguardando os resultados dos testes em mais 39 casos suspeitos, disse nesta segunda-feira o chefe do centro de operações de emergências do Ebola no país, Stephen Gaojia.

O governo ordenou que os 6 milhões de cidadãos ficassem em casa por três dias, de sexta-feira até domingo à noite, na estratégia mais extrema adotada por um país até agora para combater a epidemia que infectou pelo menos 5.357 pessoas na África Ocidental desde março.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo