Cúpula do Clima da ONU quer acordo para 2015 em Paris

Por lyafichmann

Começa nesta terça-feira em Nova York a Cúpula do Clima da ONU, convocada pelo secretário-geral da entidade, Ban Ki-moon. A expectativa é que sejam anunciadas medidas para reduzir emissões de gases do efeito estufa e criar mobilização para um acordo significativo sobre o clima em 2015, quando ocorre a Conferência de Paris.

Análise – Um problema de todos nós*

Você anda se perguntando sobre o clima? Se sim, você não está sozinho. Pessoas ao redor do mundo estão notando. Alguns dias de calor ou frio podem não ser o bastante para se preocupar. Mas o que dizer de tempestades extremas, furiosas inundações ondas prolongadas de calor? Pessoas morrem, empresas perdem dinheiro. No pior dos casos, efeitos econômicos são sentidos em todo o mundo quando colheitas são perdidas, o preço dos alimentos sobe e há fome. São as consequências de um clima perturbado.

Mudanças climáticas são problema de todos nós. Ocorrem agora. Temos de agir hoje para reduzir a emissão de gases de efeito estufa e ampliar a resistência às próximas alterações. Por isso convoquei uma cúpula climática em Nova York, com dois objetivos: mobilizar a vontade política para um acordo universal significativo nas negociações sobre o clima em Paris em 2015 e catalisar ações ambiciosas em todos os países. Convidei líderes de governo, negócios, finanças e da sociedade civil para apresentar sua visão, fazer anúncios audaciosos e consolidar apoio à mudança transformadora de que o mundo necessita. Quanto mais demorarmos, mais caro vamos pagar. Mas se agirmos de forma decisiva agora, os benefícios serão significativos, não apenas ao evitar os piores impactos das mudanças climáticas mas também ao aproveitar os benefícios de um ar mais limpo e o crescimento econômico que a construção de uma economia verde pode trazer.

É bem provável que você esteja lendo isso na sua viagem matinal em um vagão de trem ou metrô ou em um ônibus. O transporte público e cidades compactas são algumas das muitas soluções disponíveis para enfrentar o desafio das mudanças climáticas. A economia de energia e a geração de energia a partir de fontes renováveis também são opções. A proteção e a expansão de matas e de outros importantes hábitats naturais também podem ajudar. Tudo isso pode gerar empregos e renda.

Mas nada disso pode acontecer sem liderança. Tanto como consumidores e eleitores, você e seus companheiros de viagem têm um papel importante na sua comunidade. Em vez de se perguntar se podemos fazer a diferença, devemos nos perguntar quem nos impede e por quê. Juntemos nossas forças para pressionar os céticos e os interesses existentes. Vamos apoiar cientistas, economistas, empresários e investidores que podem convencer líderes de governos e políticos de que agora é o momento de agir.

Minha mensagem para você é: faça com que sua voz seja ouvida e com que suas ações contem. Há um clima de mudança. As soluções existem. A corrida começou. É hora de liderar.

*Ban Ki-Moon – Secretário-geral da ONU

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo