Premiê russo adverte que sanções podem colocar em risco segurança internacional

Por Nadia
| Sean Gallup/Getty Images Dmitri Medvedev advertiu que a adoção de novas sanções contra o seu país podem ameaçar a segurança internacional | Sean Gallup/Getty Images

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, advertiu que a adoção de novas sanções contra o seu país podem ameaçar a segurança internacional. “Sabemos que as sanções primeiro são econômicas, depois continuam com respostas políticas que são sempre assimétricas. E isso é pior que a restrição de bens: pode produzir a quebra do sistema de segurança no mundo”, disse o chefe do governo russo.

Por outro lado, ele manifestou confiança de que os parceiros ocidentais de Moscou não querem perturbar a segurança internacional, pois “entre os que tomam decisões não há loucos”.

Na sexta-feira (5), a União Europeia aprovou uma nova rodada de sanções contra a Rússia devido à crise ucraniana e que serão aplicadas formalmente a partir desta segunda-feira (8), mas podem ser suspensas se o cessar-fogo acordado entre Kiev e Moscou for colocado em prática de forma estável.

Representantes do governo da Ucrânia e dos separatistas pró-russos firmaram na sexta-feira um acordo de cessar-fogo no Leste do país, com mediação da Rússia e da Organização para Segurança e Cooperação na Europa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo