Em Serra Leoa, população será confinada por causa do ebola

Por fabiosaraiva
Funcionário de serviço de saúde usando roupa especial trabalha em centro de tratamento a vítimas do ebola na cidade de Kenema, em Serra Leoa | Jo Dunlop/Unicef/Reuters Funcionário de serviço de saúde usando roupa especial trabalha em centro de tratamento a vítimas do ebola na cidade de Kenema, em Serra Leoa | Jo Dunlop/Unicef/Reuters

O governo de Serra Leoa anunciou neste sábado que a população deverá ficar confinada em suas casas de 19 a 21 setembro, para ajudar no combate à epidemia do ebola.

Leia mais:
Mais de 2 mil pessoas já morreram por causa do ebola
Médico infectado pelo Ebola chega aos EUA para tratamento

Serra Leoa figura entre os três países – junto com a Guiné e a Libéria – mais atingidos pela epidemia. No país, 491 pessoas morreram devido à doença.

Esta medida extrema é anunciada depois que a epidemia deixou mais de 2 mil mortos em 3.944 casos nos três países africanos, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).

“O confinamento significa que as pessoas, com exceção daquelas essenciais ao serviço médico, não serão autorizadas a circular”, afirmou o porta-voz do governo, Abdulai Barrata.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo