Plano de cessar-fogo na Ucrânia pode ser assinado na sexta-feira

Por Carolina Santos
Conflitos no leste da Ucrânia já duram mais de 5 meses | Valentyn Ogirenko/Reuters Conflitos no leste da Ucrânia já duram mais de 5 meses | Valentyn Ogirenko/Reuters

O presidente ucraniano Petro Poroshenko anunciou que um plano para um cessar-fogo no leste separatista da Ucrânia deve ser assinado na sexta-feira, em Minsk, e que a Otan apoiará seus membros dispostos a fornecer ajuda militar a Kiev.

A declaração foi feita à margem de uma cúpula da Otan em Newport, no País de Gales. O “grupo de contato” composto por representantes de Kiev, Moscou e da OSCE (Organização para Segurança e Cooperação na Europa), deve se reunir na sexta-feira com os rebeldes na capital de Belarus.

Poroshenko se encontra também com os principais líderes ocidentais, como o presidente americano Barack Obama, o francês François Hollande e os primeiros-ministros David Cameron, do Reino Unido, Angela Merkel, da Alemanha e Matteo Renzi, da Itália, para abordar os conflitos com a Rússia.

A reunião foi precedida por comentários do secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, pondo em dúvida o anúncio de um plano de cessar-fogo de Moscou. “O envolvimento russo em terra no leste da Ucrânia coloca em xeque a vontade real de Moscou de alcançar um cessar-fogo”, declarou Rasmussen.

Loading...
Revisa el siguiente artículo