Obama deve informar Congresso sobre Estado Islâmico

Por lyafichmann
Membros do grupo islâmico sunita celebram no Iraque | Youssef Boudlal/Reuters Membros do grupo islâmico sunita celebram no Iraque | Youssef Boudlal/Reuters

O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, e funcionários de inteligência da administração de Barack Obama deverão depor no Congresso norte-americano sobre o EI (Estado Islâmico) nas próximas semanas. A informação foi divulgada nesta quinta-feira por assessores do Congresso. Kerry deverá testemunhar para a Comissão de Relações Exteriores do Congresso na semana de 15 de setembro.

Alguns parlamentares têm dito que o Congresso precisará autorizar ataques contra o grupo terrorista islâmico. Obama tem sido criticado por republicanos e por colegas democratas por não ter consultado o Congresso ou apresentado um plano estratégico para lidar com o EI.

O presidente informou formalmente o Congresso de que havia autorizado ataques aéreos e o lançamento aéreo de ajuda humanitária no Iraque para combater a ameaça dos terroristas sunitas, como determina o Ato de Poderes de Guerra.

Entretanto, o ato dá ao presidente autoridade apenas para ações militares temporárias, e Obama terá que buscar a aprovação do Congresso para ações que durem mais de 60 dias.

Sequestros

O EI sequestrou nesta quinta mais de 70 jovens em uma cidade no norte do Iraque. Os sequestrados teriam queimado uma bandeira do grupo em um protesto. Além da vingança, o sequestro em massa também serve para recrutar novos combatentes ao EI.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo