Após protestos, polícia de Ferguson usará câmeras no uniforme

Por Carolina Santos
Uma série de protestos se instaurou na cidade após a morte de Michael Brown | Eduardo Munoz/Reuters Uma série de protestos se instaurou na cidade após a morte de Michael Brown | Eduardo Munoz/Reuters

A polícia da cidade americana de Ferguson, varrida por violentos protestos após a morte de um rapaz negro desarmado, vítima de um policial branco, passará a usar câmeras de vídeo acopladas ao uniforme, na tentativa de tranquilizar os ânimos – informou a imprensa local.

Os agentes começaram a usar câmeras no sábado (30), informou o jornal “St. Louis Post-Dispatch”, que cita o chefe de polícia local, Tom Jackson.

Segundo ele, os policiais, brancos em sua maioria, usarão as câmeras acopladas ao uniforme. Cerca de 50 equipamentos foram doados por duas empresas.

“Ainda estamos treinando com elas”, disse Jackson ao jornal, acrescentando que cada policial passará a usar um desses dispositivos. “A qualidade é boa”, garantiu.

Mais de mil manifestantes voltaram às ruas no último fim de semana, em Ferguson, estado do Missouri (centro dos EUA), por causa do assassinato de Michael Brown, de 18 anos, em 9 de agosto.

Alguns moradores desse subúrbio de St. Louis, de população majoritariamente negra, questionaram a resposta policial aos protestos, acusando as autoridades de abuso da força.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo