Cameron anuncia endurecimento de medidas antiterroristas

Por Carolina Santos
David Cameron após reunião nesta segunda-feira | Luke MacGregor/Reuters David Cameron após reunião nesta segunda-feira | Luke MacGregor/Reuters

O premiê britânico, David Cameron, anunciou nesta segunda-feira planos para permitir que a polícia apreenda, de forma temporária, passaportes de suspeitos de envolvimento com terrorismo. A ideia é enfrentar a ameaça de britânicos radicais que voltam da Síria e do Iraque. Segundo levantamento da rede de TV “CNN”, cerca de 500 cidadãos britânicos viajaram apenas para a Síria para juntar-se a grupos terroristas.

A proposta de Cameron foi apresentada dias após ele ter elevado o alerta de ameaça de terrorismo na Grã-Bretanha para o segundo nível mais alto, alegando que o Isis (Estado Islâmico) representa o maior risco à segurança do país em todos os tempos. “Todos ficamos chocados e enojados com a barbárie a que temos assistido no Iraque”, disse Cameron.

Segundo ele, as ações serão focadas em “impedir suspeitos de viajar e lidar decisivamente com aqueles aqui (na Grã-Bretanha) que já representam um risco”. Cameron disse que vai apresentar novas “legislações específicas” para dar poderes à polícia.

Adolescente francesa

As autoridades na França disseram que uma adolescente de 16 anos, que supostamente tentou viajar para a Síria para juntar-se a um grupo fundamentalista islâmico, foi presa em um aeroporto de Nice no sábado. Os pais da jovem sabiam dos planos dela.

A revista norte-americana “Time” disse que a menina, cuja identidade não foi divulgada, foi presa antes de conseguir embarcar em um voo com destino à Turquia. Um homem de 20 anos também foi detido após ser identificado como recrutador da jovem.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo