Autoridade Palestina pode transferir a Israel administração sobre terras

Por lyafichmann
Abbas, o emir do Catar e o líder do Hamas em Doha | Thaer Ghanaim/Reuters Abbas, o emir do Catar e o líder do Hamas em Doha | Thaer Ghanaim/Reuters

O presidente palestino, Mahmoud Abbas, teria dito a Israel que se as negociações mediadas pelos EUA para a criação de um Estado palestino falharem, ele vai transferir a administração da Cisjordânia para o premiê israelense, Binyamin Netanyahu.

A informação foi publicada nesta segunda-feira pelo jornal israelense “Haaretz”, segundo quem o diário libanês “Al Akhbar” teve acesso à transcrição de um encontro, em Doha, entre Abbas e o emir do Catar, Tamim Al Thani.

Segundo o “Haaretz”, Abbas teria transmitido a mensagem ao premiê israelense em um encontro ocorrido há cerca de duas semanas com um funcionário da Defesa de Israel em Ramallah.

No encontro, de acordo com o jornal, Abbas criticou o líder do braço político do Hamas, Khaled Meshal, por romper os termos do acordo de conciliação com o Fatah. O presidente palestino também teria acusado Meshal de orquestrar um golpe contra ele, com base em informações de um relatório do serviço secreto israelense.

Meshal, por outro lado, condena Abbas por acreditar na informação.

‘Deplorável’

A informação sobre o anúncio de Abbas aparece na esteira de condenações internacionais sobre a decisão do governo de Netanyahu de expropriar cerca de 400 hectares (4 km2) de terras palestinas na Cisjordânia.

Nesta segunda, o governo britânico chamou de deplorável a decisão de Israel, dizendo que o gesto irá prejudicar seriamente a reputação internacional do Estado judeu. “Esta é uma decisão particularmente insensata”, disse o secretário britânico de Exterior, Philip Hammond.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo