Hamas ameaça voltar às armas se falharem as negociações

Por lyafichmann
Menino palestino diante de ruínas na Cidade de Gaza | Siegfried Modola/Reuters Menino palestino diante de ruínas na Cidade de Gaza | Siegfried Modola/Reuters

O braço armado do Hamas pediu nesta quinta-feira à delegação palestina que participa de negociações indiretas no Cairo que não ampliem uma trégua de 72 horas prevista para acabar às 8h desta sexta (2h em Brasília). Segundo o grupo, a menos que as demandas, especialmente a abertura do porto da Faixa de Gaza, sejam atendidas, a delegação deve deixar o Egito. O Hamas disse estar pronto para se envolver em uma guerra longa.

A declaração de um líder das Brigadas Izzedin al-Qassam, o braço armado do grupo, foi transmitida pela rede de TV “Al Jazeera”. Ele parecia com o rosto coberto e não foi identificado.

O governo de Israel tem demonstrado interesse em concordar com um prolongamento do cessar-fogo, e os mediadores egípcios buscam negociar uma trégua duradoura para a guerra, que devastou o território controlado pelo Hamas.

Nesta quinta o Hamas disse ter executado “espiões” palestinos que, segundo o grupo, teriam colaborado com Israel para “expor a resistência”. O número de pessoas mortas não foi revelado.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo