Número de mortos em terremoto na China sobe para 398

Por fabiosaraiva
| Wong Campion/Reuters Muitas pessoas deixaram rapidamente seus prédios e foram para as ruas quando o tremor começou | Wong Campion/Reuters

O número de vítimas em um terremoto de magnitude 6,3 que atingiu o sudoeste da China no domingo subiu para 398 pessoas, noticiou a mídia estatal nesta segunda-feira.

O tremor, que aconteceu às 16h30 (5h30 em Brasília), foi registrado em profundidade rasa de menos de uma milha (1,6 km), segundo o Serviço de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos. O epicentro foi na cidade de Longtoushan, na região montanhosa de Yunnan, condado de Ludian. O terremoto também foi sentido nas províncias vizinhas de Guizhou e Sichuan.

A China disse ter enviado milhares de policiais, soldados e bombeiros para o local do desastre. O premiê Li Keqiang visitou a localidade nesta segunda-feira, informou a agência de notícias estatal Xinhua, e solicitou uma ação rápida para a localização dos desaparecidos e das pessoas presas nos escombros.

O tremor em uma região remota da província Yunnan provocou o desabamento de milhares de construções, incluindo escolas, informou a Xinhua.

O epicentro do terremoto foi na cidade de Longtoushan, no distrito montanhoso de Ludian.

Tremores de terra são comuns na região. Um terremoto na província de Sichuan, também no sudoeste chinês, matou mais de 70 mil pessoas em 2008.

Muitas pessoas deixaram rapidamente seus prédios e foram para as ruas quando o tremor começou, o fornecimento de energia foi cortado e pelo menos uma escola foi destruída, disse a agência de notícias oficial chinesa “Xinhua”. Mais de 12 mil casas desabaram e 30 mil foram danificadas.

O tremor derrubou muitos prédios, especialmente os mais velhos e edifícios residenciais. A moradora de Ludian Ma Liya disse as ruas pareciam “um campo de batalha após um bombardeio”.

Wong Campion/Reuters Wong Campion/Reuters
Wong Campion/Reuters Wong Campion/Reuters
Paramilitares transportam criança ferida em terremoto na China | Reuters Paramilitares transportam criança ferida em terremoto na China | Reuters
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo