Gaza registra pior ataque do conflito; 100 palestinos morreram

Por Carolina Santos
Estimativa é que 100 palestinos tenham morrido nas últimas horas | Baz Ratner/Reuters Estimativa é que 100 palestinos tenham morrido nas últimas horas | Baz Ratner/Reuters

O território palestino está sob o pior bombardeio desde o início da ofensiva israelense, com ataques constantes nas últimas 18 horas, que deixaram mais de 100 mortos somente nesta terça-feira.

Em 21 dias, os ataques vindos de Israel mataram 1.104 palestinos – mais de 70% civis – e deixou cerca de 6.200 feridos.

A Oganização para Libertação da Palestina declarou que todas as facções palestinas haviam concordado com uma trégua de 24h e que uma delegação unificada iria para o Egito para debater um cessar-fogo mais intenso. Israel se negou a responder a esta declaração, dizendo que não era uma proposta de cessar-fogo a ser levada a sério, pois não havia partido diretamente do Hamas.

Leia também:
•Bombardeio israelense destrói única usina de energia em Gaza
•Soldados israelenses são mortos em túnel por militantes de Gaza
Premiê diz que Israel deve se preparar para conflito prolongado

O Hamas, por sua vez, afirmou que a Palestina até necessita da trégua, mas só aceitaria o cessar-fogo caso haja garantia de que Israel não viole, de maneira alguma, a proposta, e que suspenda todas as operações, tanto aéreas quanto marítimas e terrestres.

Veja imagens do conflito:
[metrogallerymaker id=”240″]

Loading...
Revisa el siguiente artículo