Turquia suspende bloqueio ao Twitter no país

Paredes das principais cidades da Turquia são pintadas como forma de protesto | Murad Sezer/Reuters Paredes das principais cidades da Turquia são pintadas como forma de protesto | Murad Sezer/Reuters

Um tribunal administrativo de Ancara ordenou, nesta quarta-feira, a suspensão da decisão do governo turco de bloquear o acesso ao Twitter no país, informa a imprensa local. Desde quinta-feira da semana passada, a TIB – sigla em inglês para Autoridade Turca de Telecomunicações – mantém bloqueada a rede social, acusada pelo primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan de propagar as acusações de corrupção contra o governo.

Segundo o tribunal, citado pelo canal CNN-Turk, a medida imposta pelo governo é “contrária aos princípios do Estado de direito”. A oposição parlamentar e várias organizações não governamentais apresentaram recursos à justiça depois da polêmica decisão das autoridades.

A TIB poderá apelar da decisão, mas será obrigada a suspender o bloqueio ao Twitter enquanto aguarda a análise de um eventual recurso por uma instância de apelação.

Os internautas turcos conseguiram em sua maioria burlar o bloqueio da rede social. A decisão, no entanto, provocou uma avalanche de críticas à “censura” imposta pelo governo islamita, no poder desde 2002.

Nos últimos meses, o governo de Erdogan foi abalado por um vasto escândalo político-financeiro, que ele atribui a um rival político, o pregador Fethullah Gülen, que mora nos Estados Unidos.

O escândalo e a polêmica sobre o bloqueio do Twitter acontecem em um momento delicado para Erdogan, pouco antes das eleições municipais do próximo domingo.

Caricaturas foram usadas em protestos a bloqueio:

Loading...
Revisa el siguiente artículo