Parentes são avisados da queda do avião por mensagem de texto

Por Carolina Santos
O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, anuncia à imprensa que o avião desaparecido há duas semanas caiu no Oceano Índico e que ninguém sobreviveu ao acidente | Edgar Su/Reuters O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, anuncia à imprensa que o avião desaparecido há duas semanas caiu no Oceano Índico e que ninguém sobreviveu ao acidente | Edgar Su/Reuters

O primeiro ministro da Malásia, Najib Razak, confirmou nesta segunda-feira (24) que o Boeing 777 da Malaysia Airlines caiu no sul do Oceano Índico, a 2.500 km a oeste da cidade de Perth, na costa da Austrália e que não houve sobreviventes. Alguns parentes das vítimas relataram que receberam a notícia via mensagem de texto pelo celular. Tom, irmão do engenheiro norte-americano Phillip Wood, que estava a bordo da aeronave, ficou sabendo da notícia da morte do irmão por mensagem. “No início, nós não acreditávamos que o avião tinha caído, nós tínhamos esperança de que todos estavam vivos, de que de alguma forma, o fim seria diferente, mas estávamos nos segurando na nossa fé e acreditávamos nisso”

Mensagem de texto enviada pela companhia aérea Malaysia Airlines aos parentes dos passageiros do voo MH370 para confirmar que o avião caiu: "A Malaysia Airlines lamenta profundamente ter que admitir acima de qualquer dúvida que o voo MH370 se perdeu e nenhuma das pessoas a bordo sobreviveu. Como vocês ouvirão na próxima hora do primeiro-ministro da Malásia, nós devemos aceitar todas as evidências que sugerem que o avião caiu no sul do oceano Índico" | Reprodução/Twitter Mensagem de texto enviada pela companhia aérea Malaysia Airlines aos parentes dos passageiros do voo MH370 para confirmar que o avião caiu: “A Malaysia Airlines lamenta profundamente ter que admitir acima de qualquer dúvida que o voo MH370 se perdeu e nenhuma das pessoas a bordo sobreviveu. Como vocês ouvirão na próxima hora do primeiro-ministro da Malásia, nós devemos aceitar todas as evidências que sugerem que o avião caiu no sul do oceano Índico” | Reprodução/Twitter

Segundo o chefe de estado não houve sobreviventes na tragédia, já que o local do desaparecimento do voo MH370, que em 8 de março transportava 239 passageiros de Kuala Lumpur a Pequim, aconteceu muito longe da terra firme.

A informação sobre o possível local da queda veio de dados levantados por investigadores britânicos de acidentes aéreos e especialistas em imagens de satélite.

Durante o comunicado oficial, porém, o primeiro-ministro não falou sobre os objetos encontrados pela equipe chinesa de buscas nesta segunda-feira, mas disse que uma coletiva de imprensa será realizada na terça-feira (25) para dar mais detalhes sobre o acidente.

Em uma reunião anterior ao pronunciamento, representantes da Malaysia Airlines informaram os parentes dos passageiros, cuja a maior parte era chinesa, sobre a confirmação da queda.

A companhia aérea começará nesta terça-feira (25) a transferir os familiares das vítimas do acidente para Perth, já que os destroços serão encaminhados para a cidade australiana.

Aviso por mensagem

Parentes das vítimas do voo da Malaysia Airlines foram avisados via mensagem de texto pelo celular.

Parente de passageiro do avião da Malaysia Airlines se desespera ao receber a notícia | Jason Lee/Reuters Parente de passageiro do avião da Malaysia Airlines se desespera ao receber a notícia | Jason Lee/Reuters
O primeiro-ministro da Malásia Najib Razak é visto na televisão, no momento do anúncio | Samsul Said/ Reuters O primeiro-ministro da Malásia Najib Razak é visto na televisão, no momento do anúncio | Samsul Said/ Reuters
O Co-piloto Marc Smith e tripulantes da aeronave australiana procuram por desaparecidos do vôo Malayasian Airlines | Richard Wainwright/Pool/ Reuters O Co-piloto Marc Smith e tripulantes da aeronave australiana procuram por algum sinal do vôo Malayasia Airlines | Richard Wainwright/Pool/ Reuters
Parentes dos passageiros que estavam a bordo do Malayasia Airlines choram após receberem a notícia sobre o desaparecimento do avião | Jason Lee/ Reuters Parentes dos passageiros que estavam a bordo do Malayasia Airlines choram após receberem notícias do avião| Jason Lee/ Reuters
Um jornalista olha para o monitor da câmera de uma equipe de televisão que registrou cenas de objetos  no Oceano Índico | Jason Reed/ Reuters Jornalistas olham para o monitor da câmera de uma equipe de televisão que registrou cenas de objetos no Oceano Índico | Jason Reed/ Reuters
Um avião da Força Aérea da Austrália  é fotografado após retornar de uma busca à aeronave desaparecida da Malayasian Airlines | Jason Reed/ Reuters Um avião da Força Aérea da Austrália é fotografado após retornar de uma busca à aeronave desaparecida da Malayasia Airlines | Jason Reed/ Reuters
Um enfermeiro carrega um kit de primeiros-socorros enquanto atravessa o corredor do hotel onde estão hospedados os familiares dos passageiros a bordo do Malaysia Airlines MH370, em Beijing | Jason Lee/ Reuters Um enfermeiro carrega um kit de primeiros-socorros enquanto atravessa o corredor do hotel onde estão hospedados os familiares dos passageiros a bordo do Malaysia Airlines MH370, em Beijing | Jason Lee/ Reuters
Parente de passageiro que estava a bordo do vôo chora  após ouvir a declaração do primeiro-ministro da Malásia  | Jason Lee/ Reuters Parente de passageiro que estava a bordo do vôo chora após ouvir a declaração do primeiro-ministro da Malásia | Jason Lee/ Reuters
Parente de passageiro que estava a bordo do Malaysia Airlines MH370 cai na escada rolante e chora depois de assistir o pronunciamento do primeiro-ministro | Jason Lee/ Reuters Parente de passageiro que estava a bordo do Malaysia Airlines MH370 cai na escada rolante e chora depois de assistir o pronunciamento do primeiro-ministro | Jason Lee/ Reuters
Parente de passageiro que estava a bordo do Malaysia Airlines chora após receber a notícia de que a aeronave caiu no Oceano Índico | Kim Kyung-Hoon/ Reuters Parente de passageiro que estava a bordo do Malaysia Airlines chora após receber a notícia de que a aeronave caiu no Oceano Índico | Kim Kyung-Hoon/ Reuters
Parente de passageiro  que estava a bordo do Malaysia Airlines se desespera com a notícia de que a aeronave caiu no Oceano Índico | Kim Kyung-Hoon/ Reuters Parente de passageiro que estava a bordo do Malaysia Airlines se desespera com a notícia de que a aeronave caiu no Oceano Índico | Kim Kyung-Hoon/ Reuters
Parente de passageiro se desespera ao receber a notícia de que o avião Malaysia Airlines caiu no Oceano Índico | Jason Lee/ Reuters Parente de passageiro se desespera ao receber a notícia de que o avião Malaysia Airlines caiu no Oceano Índico | Jason Lee/ Reuters
Parente de passageiro do voo grita com jornalistas no hotel em Pequim, onde familiares foram reunidos | Jason Lee/ Reuters Parente de passageiro do voo grita com jornalistas no hotel em Pequim, onde familiares foram reunidos | Jason Lee/ Reuters
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo