Putin sanciona lei que completa anexação da Crimeia à Rússia

Por Nadia
O presidente russo, Vladimir Putin sancionou a legislação que concluiu o processo de anexação da Crimeia | Sergei Chirikov/Reuters O presidente russo, Vladimir Putin sancionou a legislação que concluiu o processo de anexação da Crimeia | Sergei Chirikov/Reuters

O presidente russo, Vladimir Putin, sancionou nesta sexta-feira a legislação que concluiu o processo de anexação da Crimeia, desafiando os líderes ocidentais que afirmam que a península do mar Negro permanece parte da Ucrânia.

Em uma cerimônia no Kremlin transmitida ao vivo pela TV, Putin sancionou a lei ratificando um tratado que torna a Crimeia parte da Rússia, assim como a legislação que cria dois novos distritos administrativos russos: a Crimeia e a cidade portuária de Sebastopol.

“Quero parabenizar todos os cidadãos da Federação Russa –moradores do país inteiro, Crimeia e Sebastopol– pelo que é, sem nenhum exagero, um marco”, disse Putin a um pequeno grupo de parlamentares e autoridades antes de assinar o documento.

Eles se alinharam para cantar o hino nacional após a assinatura, e Putin cumprimentou os parlamentares.

Legisladores leais ao presidente aprovaram rapidamente a anexação da Crimeia nas duas Casas do Parlamento depois que o presidente assinou um tratado, na terça-feira, em um evento maior também realizado no Kremlin.

A anexação russa da Crimeia, que tem uma pequena maioria étnica russa e que foi dada à Ucrânia pelo líder soviético Nikita Khrushchev há 60 anos, desencadeou a maior crise entre a Rússia e o Ocidente desde a Guerra Fria.

Em um referendo realizado no domingo, a população da Crimeia aprovou por maioria esmagadora a adesão à Rússia, numa votação considerada ilegítima pelos Estados Unidos e a União Europeia. Líderes ocidentais dizem que forças russas tomaram o controle da península antes da votação, e impuseram sanções contra autoridades e parlamentares russos aliados de Putin.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo