Papa Francisco completa um ano à frente da Igreja Católica

Por george.ferreira

O papa Francisco completa um ano à frente da Igreja Católica nesta quinta-feira. Em pouco tempo de pontificado, o argentino Jorge Bergoglio entrou para a história com opiniões polêmicas envolvendo assuntos tabus do Vaticano.

Durante o ano de papado que passou, Francisco condenou a pedofilia e os clérigos que cometem esse tipo de crime. Ele reprovou e criticou escândalos de corrupção no Vaticano e exibição de luxo por sacerdotes. O alemão Tebartz-Van-Elst foi afastado por suspeita de gastar mais de 90 milhões de reais na construção de sua casa.

Homossexualidade e métodos contraceptivos também foram assuntos que Francisco abordou no seu um ano de papado. Ao falar sobre homossexualidade, o papa pediu tolerância e disse não poder julgar quem “é gay e procura Jesus”. Sobre métodos contraceptivos, ele disse considerar aceitável o uso de preservativos em casos justificáveis, como na prostituição e no combate ao vírus da AIDS.

Para os fiéis, a transparência na condução de assuntos delicados fez do papa Francisco uma unanimidade.

Loading...
Revisa el siguiente artículo