Mudança de rumo de Boeing desaparecido é investigada

Por fabiosaraiva
Navio da marinha chinesa procura destroços de avião malaio desaparecido | Reuters Navio da marinha chinesa procura destroços de avião malaio desaparecido | Reuters

O avião da Malaysia Airlines, que seguia de Kuala Lumpur rumo a Pequim, pode ter mudado de rumo antes de desaparecer. A hipótese passou a ser investigada neste domingo, em meio a uma série de informações desencontradas. Mais cedo, o governo do Vietnã anunciou que foram vistos no Golfo da Tailândia possíveis destroços do Boeing 777-200.

Os restos seriam parte da porta interior e da calda da aeronave da Malaysia Airlines. Oficiais do Vietnã e da Marinha da Tailândia informaram, neste domingo, que aeronaves de busca identificaram fragmentos, a cerca de 80 km da ilha vietnamita de Tho Chu.

O voo 377 saiu da Malásia, pouco depois da meia-noite de sexta-feira, no horário local. E deveria chegar à China às 6h30. Mas sumiu dos radares, às 2h40 da madrugada.

Equipes de resgate de diversos países participam das operações de busca no Golfo da Tailândia e no Mar do Sul da China. O voo da Malaysia Airlines levava 227 passageiros de 12 nacionalidades, além dos tripulantes.
A maioria era formada por chineses, mas também havia cidadãos malaios, indianos, indonésios, australianos, americanos, neozelandeses e europeus.

Malásia investiga possível ação terrorista em avião desaparecido

A Malásia investiga uma possível ação terrorista, ligada ao desaparecimento de um avião da companhia aérea Malaysia Airlines.

O Ministro dos transportes da Malásia disse, durante conferência de imprensa, que as autoridades do país investigam possível ataque terrorista contra o avião que desapareceu com 239 pessoas a bordo.

Os serviços de segurança investigam a lista de passageiros, após descobrirem que pelo menos dois deles viajavam com passaportes falsos. Existem também suspeitas sobre a identidade de pelo menos outros dois.

Os passaportes roubados alimentam as especulações sobre um possível ataque terrorista. Os Estados Unidos enviaram uma equipe de especialistas do Conselho Nacional de Segurança no Transporte e da Administração Federal de Aviação americana para ajudar nos trabalhos de investigação sobre o que aconteceu com a aeronave.

As autoridades também ampliaram a área de busca nas águas após informarem que o avião pode ter dado meia-volta antes de sumir. Pelo menos 40 embarcações e 34 aeronaves estão sendo utilizadas na busca pelo avião da Malaysia Airlines.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo