Crimeia anuncia referendo e quer aproximação com a Rússia

Por george.ferreira

O parlamento da Crimeia, que possui maioria de representantes pró-Moscou, pediu nesta quinta-feira ao presidente Vladimir Putin que examine uma moção de adesão à Rússia e anunciou um referendo em 16 de março na península ucraniana para validar o pedido.

Os eleitores poderão escolher entre uma união à Rússia ou uma autonomia maior a respeito de Kiev, afirmou o deputado regional Grigori Ioffe. Pouco depois, o Kremlin anunciou que Putin foi informado sobre o pedido do parlamento da Crimeia.

“O parlamento da Crimeia aprovou uma moção para que a Crimeia se una a Rússia. E solicitou ao presidente e ao Parlamento russos que examinem este pedido”, disse Ioffe.

A Crimeia, que abriga a frota russa do Mar Negro, foi parte da Rússia até 1954, quando o então dirigente soviético Nikita Kruschev decidiu “entregá-la de presente” à Ucrânia.

A península da Crimeia, de língua russa e atualmente com um regime de república autônoma, está sob controle de forças pró-Moscou desde 28 de fevereiro.

Em Donetsk, manifestantes retomaram o parlamento:

Veja a arte:

peninsula-crimeia-arte

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo