Rússia assume base de lançamento de mísseis na Crimeia

Por george.ferreira

As forças russas assumiram o controle parcial de uma base de lançamento de mísseis em Evpatoria, oeste da Crimeia, informou o porta-voz do ministério ucraniano da Defesa nesta república autônoma de língua russa. O posto de comando e o centro de controle da base permanecem sob domínio ucraniano, segundo a mesma fonte.

As instalações, de onde os mísseis já haviam sido retirados, foram invadidas na terça-feira por 20 soldados russos, auxiliados por centenas de manifestantes pró-Moscou, afirmou a fonte ucraniana.

Ontem, dois navios da Marinha de Guerra russa cruzaram o estreito de Bósforo na direção do mar do Norte e da Ucrânia, em plena tensão militar com Moscou, informou a imprensa turca.

Segundo a agência de notícias Anatolia, os dois navios – “Saratov” e “Yamal” -, que estavam no Mediterrâneo, em águas sírias, foram convocados para sua base naval de Sebastopol na Crimeia, uma província autônoma ucraniana de maioria russófona.

Também na terça, a fragata da Marinha ucraniana “Hetman Sahaidachny” atravessou o estreito de Dardanelos rumo ao estreito de Bósforo e ao mar Negro, acrescentou a Anatolia.

As forças russas se espalharam ao redor da maioria dos locais estratégicos da Crimeia, oficialmente para proteger seus cidadãos, após a destituição do presidente ucraniano pró-Moscou Viktor Yanukovytch.

Putin admite usar Forças Armadas:

 

Missão
Quinze países da OSCE (Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa) participarão em uma missão de observadores militares na Ucrânia, anunciou uma fonte diplomática.

“Quinze países, entre eles Estados Unidos e outros europeus e da Ásia central, participam na missão”, afirmou a fonte diplomática, que não revelou a data da viagem dos observadores, nem o número de integrantes.

Loading...
Revisa el siguiente artículo