Foragido, ex-presidente da Ucrânia fala à imprensa na Rússia

Por fabiosaraiva

O presidente deposto da Ucrânia concedeu uma entrevista coletiva na Rússia e garantiu que continuará a lutar para voltar ao poder. Viktor Yanukovich pediu desculpas pelo que acontece agora no país.

A coletiva aconteceu em Rostov-on-Don nesta sexta-feira (28). Yanukovich declarou ter sofrido um golpe de Estado e que não deixou a Ucrânia por vontade prórpia, e sim porque a segurança dele e da família estavam sob ameaça. Ele garantiu que ainda é o presidente e que continuará a lutar para manter a confiança do povo ucraniano.

O governante deposto avaliou que este é um momento delicado, em que deve ser defendido o interesse de todos os ucranianos. Viktor Yanukovich acusou os opositores de promover o terror após o acordo mediado por Rússia, Alemanha, França e Polônia.

Ele afirma que deveria ter sido discutido um governo de unidade nacional, mas ao invés disso, sofreu um golpe e os parlamentares foram intimidados. Yanucovich ainda pediu desculpas ao povo por não ter tido a força necessária para manter o poder, a calma e a estabilidade.

O presidente deposto contou ter sofrido um atentado, o veículo em que estava foi alvo de tiros disparados por radicais, quando seguia para a cidade de Jarcov eE que vários membros da família receberam ameaças, inclusive o neto mais novo, que foi tirado do Jardim de Infância porque estava na lista de pessoas juradas de morte.

Viktor Yanukovich afirmou que, como presidente da Ucrânia, pede que o sangue não seja derramado e que a integridade seja mantida. Para ele, qualquer ação militar nesta situação é inadmissível.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo