Presidente do Equador anuncia trocas no governo

Por Caio Cuccino Teixeira
Rafael Correa anunciou que pedirá a renúncia de todo o ministério e que vai reestruturar seu grupo político | Guillermo Granja/Reuters Rafael Correa anunciou que pedirá a renúncia de todo o ministério e que vai reestruturar seu grupo político | Guillermo Granja/Reuters

O presidente de Equador, Rafael Correa, anunciou na terça-feira que pedirá a renúncia de todo o ministério e que vai reestruturar seu grupo político, depois de ter perdido as três maiores prefeituras do país nas eleições do fim de semana.

A oposição conquistou as prefeituras da capital Quito e da cidade industrial de Cuenca, além de ter mantido o controle da capital econômica e cidade portuária Guayaquil, impondo um revés ao governo.

O resultado das eleições levaram Correa a reconhecer os erros cometidos na campanha e na gestão de seu partido. Segundo o presidente, o partido caiu na intolerância, e por isso anunciou algumas mudanças.

“Vai haver uma crise de gabinete. Amanhã (quarta-feira) tenho reunião e pedirei a renúncia de todo o gabinete (de ministros)”, disse o presidente a jornalistas em Guayaquil na terça.

“O problema não é o governo, conseguimos ganhar muito mais praças, mas é a estrutura, é o Alianza País, não é o governo, mas em todo caso acreditamos que é necessária uma oxigenação”, acrescentou, ao destacar que a medida já estava sendo analisada antes das eleições.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo