Celac se preocupa com atos de violência na Venezuela

Por Caio Cuccino Teixeira
Milhares de estudantes foram às ruas de Caracas protestar contra o governo | Jorge Silva/Reuters A Celac observa com preocupação os atos de violência dos últimos dias na Venezuela| Jorge Silva/Reuters

A Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos) divulgou uma nota nesta quarta-feira em que diz observar com “preocupação” os atos de violência durante os protestos na Venezuela. A comunidade lamentou as mortes registradas durante as manifestações.

“Nossa Comunidade rejeita a violência e promove a segurança cidadã, a paz, a estabilidade e o desenvolvimento; considera que em todos os momentos deve-se garantir a institucionalidade democrática, o respeito à Lei e à informação fidedigna e veraz, bem como o pleno respeito a todos os direitos humanos”, diz a nota.

A nota, por fim, pede diálogo. “Os países-membros da Celac expressam sua solidariedade com o povo irmão da República Bolivariana da Venezuela e estimulam seu governo a continuar os esforços para propiciar diálogo entre todas as forças políticas do país, sob a paz e a unidade nacional de que o povo venezuelano precisa para continuar sua marcha rumo ao progresso e ao bem-estar”.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo