Copiloto sequestra avião etíope, desvia rota e pede asilo à Suíça

Por george.ferreira

Um avião da Ethiopian Airlines foi sequestrado pelo próprio copiloto, que desviou a rota original da aeronave – de Adis Abeba, na Etiópia, para Roma, na Itália – para Genebra na Suíça. O criminoso, de 31 anos, foi detido depois que avião pousou na capital suíça, onde ele pediu asilo político.

O copiloto explicou que aproveitou o momento em que o comandante foi ao banheiro para trancar a cabine. O sequestrador, um etíope, entrou em contato com o aeroporto de Genebra e anunciou que precisava pousar para abastecer a aeronave e, depois, informou o sequestro, segundo o porta-voz do aeroporto. Às 6h02 desta segunda, o avião pousou sem problemas, disse.

O copiloto deixou o avião e não tinha armas, segundo o porta-voz. Ele será levado à Justiça ainda nesta segunda-feira.

Tecnicamente, o sequestrador pode ser acusado de “tomada de reféns”, crime que pode resultar em uma condenação de 20 anos de prisão.

O voo ET-702, que havia decolado de Adis Abeba à 0h30 locais, tinha pouso previsto em Roma às 4h40 locais, mas foi desviado para Genebra. Segundo o jornal “La Tribune”, de Genebra, o avião foi desviado quando sobrevoava o Sudão.

Polícia escoltou passageiros sequestrados para fora da aeronave / Denis Balibouse / Reuters Polícia escoltou passageiros sequestrados para fora da aeronave / Denis Balibouse / Reuters

 


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo