Evo Morales defende desenvolvimento pacífico da energia nuclear

Por Caio Cuccino Teixeira
Presidente boliviano Evo Morales discursa no Congresso | J. Mamani/Reuters Presidente boliviano Evo Morales discursa no Congresso | J. Mamani/Reuters

O presidente da Bolívia, Evo Morales, iniciou nesta quinta-feira o nono ano no cargo com um discurso em que defendeu o desenvolvimento pacífico da energia nuclear, o que inclui a construção de um reator.

Ao falar durante quase cinco horas, Morales destacou que o desenvolvimento nuclear converteu-se em “prioridade estratégica” do Estado boliviano. Em outubro, Morales havia declarado que tinha o apoio da Argentina e da França, além do Irã.

O anúncio ocorreu dois dias depois de o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano para os Assuntos Europeus e Americanos, Mayid Tajt Ravanchi, ter visitado La Paz.

Ravanchi declarou em Teerã, antes de viajar, que o tema energia nuclear estava na agenda de sua visita à América Latina, que incluiu também a Venezuela e Cuba. Em outubro, Morales deve concorrer a um terceiro mandato.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo