Obama prepara reforma na inteligência dos EUA

Por fabiosaraiva
O presidente quer mudar forma como o país espiona  | Larry Downing/Reuters O presidente quer mudar forma como o país espiona | Larry Downing/Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, consultou na quarta-feira autoridades do setor de inteligência sobre formas de limitar as práticas de vigilância dos EUA, à medida que se aproxima de concluir uma revisão que levará a mudanças na forma de proceder com dados de telefonemas e também a restrições na espionagem de líderes estrangeiros.

Obama, que pode anunciar as reformas no setor de inteligência na próxima semana, tem agido em busca de restaurar a confiança dos norte-americanos nos serviços de inteligência do país, após os danos causados pelas revelações do ex-prestador de uma agência de espionagem Edward Snowden sobre a dimensão das práticas de vigilância do governo.

O presidente conversou sobre o andamento do processo em reunião com o diretor de Inteligência dos EUA, James Clapper, o diretor da NSA (Agência de Segurança Nacional), Keith Alexander, o secretário de Justiça, Eric Holder, e o vice-presidente, Joe Biden.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo