Nova York libera uso medicinal da maconha

Por Tercio Braga
A maconha seria usada no tratamento de doenças, como a epilepsia | Mike Segar/Retuers A maconha seria usada no tratamento de doenças, como a epilepsia | Mike Segar/Retuers

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, anunciou ontem a liberação do uso medicinal da maconha no Estado, de acordo com a agência de notícias AFP. Nova York se torna, assim, o 21° Estado a flexibilizar a legislação sobre a droga.

“Vamos estabelecer um programa que permitirá que até 20 hospitais prescrevam maconha para fins medicinais”, disse o democrata Cuomo em seu discurso anual sobre a situação do Estado na capital Albany, a 220 km ao norte de Nova York.

uso-da-maconha-ny300Cuomo disse que a autorização para o uso medicinal da cannabis tem como objetivo ajudar a aliviar a dor e também tratar o câncer e outras doenças graves, além de responder a opinião de pesquisadores do setor de saúde em Nova York.

O programa piloto será monitorado para avaliar a viabilidade do sistema, disse Cuomo. O anúncio condiz com a crescente flexibilização da legislação sobre a maconha nos Estados Unidos.

Com Nova York, agora são 21 dos 50 Estados, além da capital Washington, que permitem, em diferentes graus, o uso da droga para fins medicinais.

O primeiro Estado a autorizar o uso da maconha foi a Califórnia em 1996. O Colorado foi ainda mais longe e, desde 1º de janeiro deste ano, permite o uso recreativo da droga para maiores de 21 anos. O Estado de Washington aprovou uma medida semelhante que entrará em vigor na primavera (hemisfério norte).   METRO

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo