Brasileira morta em atentado no Líbano era "doce e estudiosa"

Por BAND

A paranaense de 17 anos que morreu em um atentado na zona sul de Beirute, capital do Líbano, era uma jovem doce e estudiosa, disse a prima de Malak Zahwe, Fátima Zahwe. A garota foi uma das vítimas da explosão de um carro bomba em uma região considerada reduto do grupo xiita Hezbollah, que matou cinco pessoas e deixou mais de 70 feridos. No momento do atentado, Malak fazia compras junto com a madrasta, que era libanesa e também morreu.

Ouvida pela Bandnews FM, a prima da jovem diz que aguardava a visita dela em Foz do Iguaçu – onde mora – no mês de junho.

A professora Iman Allul, que deu aula para Malak nos últimos três anos dela aqui no Brasil, lembra que ela era uma aluna dedicada e amiga de todos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo