EUA espionaram ex-premiê de Israel, ONU e até UNICEF

Por Tercio Braga
Ex-premier de Israel, Ehud Olmert, também foi espionado | GPO/Getty Image Ex-premier de Israel, Ehud Olmert, também foi espionado | GPO/Getty Image

Novos documentos vazados por Edward Snowden revelam mais de mil alvos de espionagem do governo americano.  De acordo com os jornais “The New York Times” e “The Guardian”, e a revista “Der Spiegel”, a Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA, sigla em inglês) e seu equivalente britânico espionaram o gabinete do ex-premier de Israel, Ehud Olmert, a Organização das Nações Unidas e até o Fundo das Nações Unidas para a Infância, o UNICEF.

As duas agências trabalharam em conjunto para monitorar as comunicações de autoridades da União Europeia, de chefes de Estado africanos, de diretores de agências da ONU e de outros programas de ajuda, além de ministros dos setores de Petróleo e Finanças e companhias de energia.

Os novos documentos sigilosos divulgados pelo ex-técnico da NSA, Edward Snowden, contêm informações que datam de 2008 a 2011. Agência de Segurança Nacional americana respondeu ao NY Times que está revisando o método de espionagem. A agência britânica disse que não comenta atividades de inteligência, mas as realiza de acordo com a lei.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo