Ex-premier egípcio é absolvido de corrupção

Por talita

Um tribunal egípcio absolveu das acusações de corrupção Ahmed Shafiq, primeiro-ministro durante o governo de Hosni Mubarak e ex-candidato à presidência, e dois filhos do ex-presidente derrubado por uma revolta popular.

Shafiq fugiu para os Emirados Árabes Unidos pouco depois de ser derrotado pelo islamita Mohamed Mursi, por pequena margem, nas eleições presidenciais de 2012, um ano antes do exército destituir o primeiro presidente eleito de maneira democrática no Egito.

Shafiq enfrenta outro julgamento por corrupção, assim como os filhos de Mubarak, Alaa e Gamal, e não anunciou publicamente se retornará ao país e disputará as eleições caso seja absolvido de todas as acusações.

O ex-premier é acusado de corrupção pela venda aos filhos de Mubarak de terrenos que havia adquirido quando era alto funcionário do regime do pai de ambos. O governo militar atualmente no poder no Egito prevê celebrar eleições presidenciais e legislativas em 2014.

Segundo os rumores, o general Abdel Fatah al-Sisi, vice-primeiro-ministro, ministro da Defesa e comandante-em-chefe do exército, disputará as eleições, com grandes chances de vitória. Al-Sisi não confirmou a candidatura, mas se disputar a eleição, analistas acreditam que ex-comandantes militares como Shafiq não entrarão no pleito.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo