David Cameron faz visita surpresa no Afeganistão

Por Carolina Santos
Chefe do governo encontrou soldados na base militar de Camp Bastion | Lefteris Pitarakis/ Pool/ Reuters Chefe do governo encontrou soldados na base militar de Camp Bastion | Lefteris Pitarakis/ Pool/ Reuters

O primeiro-ministro britânico David Cameron viajou nesta segunda-feira ao Afeganistão para uma visita surpresa às tropas britânicas a um ano de sua retirada definitiva do país, anunciou Downing Street.

O chefe do Governo, que esteva acompanhado pelo ex-jogador de futebol Michael Owen, encontrou soldados na base militar de Camp Bastion, na província de Helmand, durante esta tradicional visita com a aproximação do Natal.

“A grande retirada ocorre neste momento. Estamos em 2013 e eu já disse que não haveria mais tropas de combate a partir de 2014.
Fizemos esta promessa e nós a manteremos (…) vamos trazer nossas tropas para casa e eu estou feliz com isso”, disse David Cameron aos soldados.

Os 87.000 soldados da ISAF, a força da Otan no Afeganistão, que passou em junho a responsabilidade pela segurança do país às forças locais, devem deixar o Afeganistão até o final de 2014.

 

A Grã-Bretanha planeja reduzir gradualmente seu contingente, o segundo em termos de número depois dos Estados Unidos, para cerca de 5.200 homens até o final de 2013.

Duranta a visita, David Cameron também anunciou uma parceria entre as Federações de futebol britânica e afegã, razão da presença de Michael Owen, ex-atacante do Liverpool.

“O futebol tem esse imenso poder de unir as pessoas e as nações, e quando deixarmos o Afeganistão, não vamos deixar o país entregue a si mesmo. Vamos continuar a financiar as suas forças armadas, dar suporte ao desenvolvimento e vamos ajudar a ter um campeonato de futebol”, disse o chefe do governo britânico.

Para ilustrar a ideia, as tropas britânicas e afegãs disputaram uma partida nesta segunda-feira.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo