Estudante ferida em tiroteio nos EUA está em coma

Por fabiosaraiva
Viaturas em frente à escola no dia do crime | Mike Wilking/Reuters Viaturas em frente à escola no dia do crime | Mike Wilking/Reuters

Claire Davis, uma estudante que levou um tiro no rosto de um jovem esta semana no episódio mais recente de violência com armas em escolas americanas, permanecia em coma neste domingo (15), informou o governador do Colorado.

“Todos temos que manter Claire nos nossos pensamentos e nas nossas orações”, disse o governador do Colorado, John Hickenlooper, que disse ter visitado os pais arrasados da estudante de 17 anos, que se encontra “em coma em estado crítico”. “Não posso imaginar o que estão passando, é indescritível”, disse.

Um aluno da Arapahoe High School, na periferia de Denver (Colorado), identificado como Karl Pierson, de 18 anos, invadiu na sexta-feira a escola e atirou contra o rosto da jovem com uma arma, ferindo outro estudante antes de se matar.

Hickenlooper disse que Pierson tinha sido expulso do time de debates da escola e aparentemente estava magoado com o treinador.

“Não parecia mentalmente doente, tinha muitos amigos, era (um jovem) aberto”, afirmou Hickenlooper, embora tenha dito existir vários informes de que Pierson havia sido assediado, um tema aventado em tiroteios anteriores nas escolas.

Pierson entrou na escola com várias cargas de munição, um facão e três coquetéis molotov. Segundo as autoridades, ele tinha comprado legalmente sua arma em uma loja do Colorado, em 6 de dezembro.

Os disparos foram feitos no dia do primeiro aniversário do massacre da escola Sandy Hook Elementary em Newtown (Connecticut), no qual morreram 20 crianças e 6 adultos, um crime que levou os Estados Unidos a abrirem brevemente o debate sobre o controle de armas, embora as tentativas para aprovar leis mais duras contra as armas tenham feito poucos avanços no Congresso.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo