Cerimônia lembra 1 ano do massacre de Newtown nos EUA

Por george.ferreira
Parentes se emocionam em cerimônia | Lucas Jackson / Reuters Parentes se emocionam em cerimônia | Lucas Jackson / Reuters

Centenas de pessoas se reuniram, na quinta-feira à noite, em Washington para recordar as20 crianças e seis adultos que morreram há quase um ano em um massacre em uma escola de Newtown (Connecticut), crime que deixou a sociedade americana em estado choque. Parentes das vítimas, habitantes da pequena cidade de Newtown e centenas de anônimos responderam à convocação da Fundação Newton. Na cerimônia, na catedral de Washington, eles homenagearam as vítimas e exigiram do governo uma legislação mais rígida sobre o porte de armas.

Em 14 de dezembro de 2012, um jovem com problemas mentais de 20 anos, Adam Lanza, abriu fogo de maneira indiscriminada em salas de aula e corredores da escola Sandy Hook. Ele matou crianças com seis e sete anos de idade, assim como seis adultos, antes de cometer suicídio.

Antes de cometer o massacre, o jovem matou a mãe, que era a proprietária das armas. “Pedimos a nossos representantes que encontrem a coragem moral e a vontade política para que nos levem a um país novo, mais seguro”, pediu o decano da catedral episcopal Gary Hall, antes de lembrar que 32 mil pessoas morreram este ano em incidentes relacionados com armas de fogo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo