Memorial de Mandela tem coleção de gafes

Por Carolina Santos
Suposto intérprete gesticula ao lado do presidente dos EUA Barack Obama, durante cerimônia em homenagem a Nelson Mandela | Getty Images News Suposto intérprete gesticula ao lado do presidente dos EUA Barack Obama, durante cerimônia em homenagem a Nelson Mandela | Getty Images News

Um falso intérprete da língua de sinais subiu ao palco durante o memorial em homenagem a Nelson Mandela na terça e gesticulou bobagens diante de uma audiência de milhões, revoltando surdos em todo mundo.  Foi mais um capítulo na longa lista de gafes cometidas na cerimônia – a mais famosa, até agora, foi o autorretrato de Barack Obama, com  a primeira-ministra dinamarquesa.

A DeafSA, principal associação de surdos da África do Sul, condenou a presença do homem desconhecido no memorial de Mandela, em que estiveram presentes o presidente sul-africano Jacob Zuma e vários líderes mundiais, incluindo a presidente Dilma Rousseff e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Enquanto líderes discursavam no estádio Soccer City, com capacidade para 95 mil pessoas, o jovem de terno com uma credencial oficial no pescoço fez uma série de gestos com as mãos que os especialistas disseram não significar absolutamente nada.

“Ele estava basicamente gesticulando. Ele não seguiu nenhuma regra gramátical e estrutura da linguagem. Apenas inventou os sinais enquanto seguia adiante”, disse à Reuters Delphin Hlungwane, uma intérprete oficial da linguagem de sinais sul-africana na DeafSA. “Havia zero por cento de exatidão. Ele não conseguia acertar o básico.”

Foi lançada uma caçada ao misterioso homem. “Ninguém sabe quem ele é. Até agora ainda não sabemos seu nome”, disse Hlungwane.

 

Velório

O corpo do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela chegou ontem de manhã ao edifício Union Buildings, sede do governo sul-africano, na capital Pretória, onde o herói da luta contra o apartheid será velado.

Milhares de pessoas tomaram as ruas da cidade para acompanhar a procissão de motos da polícia, liderada pela carro fúnebre preto levando o caixão de Mandela envolto em uma bandeira da África do Sul.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo