Para governo argentino, resultado das eleições fortalece

Por Carolina Santos
Candidatos governistas lamentam  resultados | M. Brindicci/Reuters Candidatos governistas lamentam
resultados | M. Brindicci/Reuterso,

Um dia depois da derrota nas eleições parlamentares argentinas, o governo garantiu que sua capacidade de gerir o país não está em risco.

A coalizão liderada pela presidente Cristina Kirchner, que se recupera de uma cirurgia no crânio, perdeu nos principais distritos do país, inclusive em Buenos Aires. É uma indicação do descontentamento do eleitorado com a inflação elevada, os controles cambiais e a insegurança pública.

O governo manteve maioria no Congresso, mas não conseguirá aprovar uma emenda constitucional que permita a Kirchner disputar um novo mandato.

O ministro da Defesa, Agustín Rossi, disse a uma rádio que o resultado “nos dá uma fortaleza legislativa importante para concluir este mandato de quatro anos da presidente.”

Analistas preveem, no entanto, que os governistas em breve começarão a debandar para a oposição, dentro do habitual exercício local de transmigração política quando um presidente não tem chances de reeleição.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo