Justiça argentina diz que lei de mídia é constitucional

Por Tercio Braga

A Suprema Corte da Argentina confirma a constitucionalidade da polêmica “Lei de Mídia”. A decisão dos magistrados encerra uma batalha judicial de quatro anos. Com o veredito, o governo de Cristina Kirchner tem sinal verde para aplicação integral da lei.

O texto foi aprovado em 2009, mas recursos apresentados pelo Grupo Clarín impediam que a legislação entrasse totalmente em vigor. O grupo é um dos principais afetados pela lei, que visa evitar a concentração da mídia, na Argentina.

O conglomerado terá que se desfazer de várias licenças de TV, além de prédios e equipamentos onde estão suas emissoras. O Clarín é um dos principais críticos da administração de Cristina Kirchner.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo