Na Grécia, casal de ciganos é acusado de raptar menina

Por fabiosaraiva
Advogado disse que mãe biológica deu o bebê à família | Divulgação/Reuters Advogado disse que mãe biológica deu o bebê à família | Divulgação/Reuters

As autoridades gregas indiciaram um casal de ciganos pelo sequestro de uma menina, apelidada de “anjo loiro”. Um advogado da dupla disse que a mãe biológica deu a garotinha aos ciganos, por não ter condições de criá-la.

“Foi uma adoção não exatamente legal, mas que ocorreu com o consentimento da mãe”, disse Constantinos Katsavos, um dos representantes do casal. Eles estão detidos, aguardando julgamento.

O caso alarmou a Grécia e levou autoridades da Europa a lançar um alerta de busca pelos pais verdadeiros da menina. A polícia já recebeu mais de 5 mil ligações, com pistas ou ofertas de ajuda para a criança.

A Smile of a Child, uma ONG baseada em Atenas, sugeriu que a garotinha era forçada a pedir esmolas para os pais ciganos. Costas Yannopoulos, diretor da entidade, disse que a menina vivia em condições desumanas e que teria sido traficada da Escandinávia.

Membros da comunidade cigana acusam as autoridades de preconceito. “É injusto. Ela (a mulher detida) cuida da menina desde bebê”, reclamou uma cigana, que aguardava informações na porta do tribunal.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo