Rainha Elizabeth recebe Malala e ganha livro da palestina

Por talita
Malala leva livro em econtro | Reuters Malala leva livro ao encontro com a rainha| Reuters

A rainha Elizabeth II da Inglaterra recebeu nesta sexta-feira no Palácio de Buckingham a jovem ativista paquistanesa Malala Yousafzai, que a presenteou com seu livro de memórias.

A garota de 16 anos, que foi baleada em 2012 por integrantes talibãs contrários a suas ideias, estava acompanhada do seu pai no encontro.

“É uma grande honra estar aqui e queria presenteá-la com este livro”, disse, ao entregar à monarca um exemplar de sua autobiografia, chamado “Eu sou Malala”.

A jovem levou um tiro na cabeça e no pescoço de um talibã paquistanês em outubro de 2012 por criticar o movimento extremista e defender o direito de educação das meninas.

O marido da rainha, o príncipe Philip, de 92 anos, brincou que na Grã-Bretanha as pessoas ficam felizes com as crianças na escola, pois assim os pais têm um “tempo livre”. O comentário fez Malala ter um ataque de risos.

A ativista virou uma embaixadora mundial pelos direitos das crianças. No dia 10 de outubro ganhou o prestigioso prêmio Sakharov para a liberdade de consciência concedido pelo Parlamento Europeu.

Primeira-ministra

Na semana passada, a adolescente e ativista dos direitos humanos Malala Yousafzai declarou em Nova York, que gostaria de ser primeira-ministra do Paquistão para “salvar” seu país. “Gostaria de me tornar primeira-ministra do Paquistão. Poderia dedicar boa parte do orçamento à educação e me concentraria nas Relações Exteriores”.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo