Terremoto nas Filipinas já conta mais de 100 mortos

Por talita

As equipes de emergência tentavam chegar nesta quarta-feira às comunidades isoladas em duas grandes ilhas do centro das Filipinas, um dia depois do terremoto que provocou pelo menos 107 mortes.

O tremor aconteceu na terça-feira na ilha de Bohol e, segundo a agência nacional de catástrofes naturais, o número de vítimas pode aumentar à medida que as equipes de emergência alcancem as áreas mais isoladas.

O maior número de vítimas foi registrado em Bohol, onde o terremoto provocou deslizamentos de terra e o desabamento de muitos edifícios, incluindo algumas igrejas antigas.

Nove pessoas morreram na ilha de Cebu, vizinha de Bohol. Nenhum turista estrangeiro está entre as vítimas.

“Nossos esforços se concentram agora em conseguir acesso às áreas mais isoladas. Acreditamos que muitas pessoas estão presas e temos que buscá-las”, disse o porta-voz da agência, Reynaldo Balido.

Em Loon, cidade costeira de 40.000 habitantes a 20 km do epicentro do tremor, os habitantes caminham pelas ruas desesperados em busca de parentes e lamentam a ausência de ajuda.

Serafin Megallen disse que retirou os escombros de sua casa com as mãos para resgatar a sogra e um primo.

“Estavam vivos, mas morreram depois de três horas. Não recebemos assistências, apenas os vizinhos nos ajudaram”, contou à AFP.

Um vizinho tentou transportar os corpos até a funerária em uma caminhonete, mas a ponte da região estava destruída. O comboio cruzou o rio de barco. Mas os parentes de Megallen não foram sepultados com uma cerimônia religiosa porque a igreja ficou destruída após o tremor.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo