Irã apresenta para o Ocidente sua proposta de programa nuclear

Por fabiosaraiva
Chefe da diplomacia europeia conversa com o chefe da delegação iraniana | Pool/Reuters Chefe da diplomacia europeia conversa com o chefe da delegação iraniana | Pool/Reuters

Em um clima de otimismo não visto em anos, o Irã apresentou a seis potências ocidentais a proposta para a gestão de seu programa nuclear. Os pontos não foram divulgados, mas Teerã classificou o plano como o “fim para uma crise desnecessária”. Diplomatas esperam ter mais detalhes hoje, no segundo e último dia das negociações em Genebra.

De acordo com a TV estatal iraniana, a proposta inclui a diminuição do grau de enriquecimento de urânio pelo país. Atualmente, as centrais enriquecem a substância a 20%, nível que permite um salto relativamente fácil para os 90% necessários à construção de uma bomba atômica.

Michael Mann, porta-voz da chefe da diplomacia europeia, afirmou que a proposta ainda estava em seu esboço inicial. “Ainda há uma quantidade enorme de trabalho a ser feito”, apontou. “Nós tivemos uma certa quantidade de informações do lado iraniano e vamos esperar para obter mais detalhes.”

Além da questão do enriquecimento, EUA, China, Rússia, França, Alemanha e Grã-Bretanha querem garantir maior acesso aos inspetores da AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) às centrais nucleares do Irã.

Os EUA, que chegaram a ter uma reunião bilateral com a delegação de Teerã, também manifestaram cautela, ressaltando que o avanço não vai ocorrer “da noite para o dia”.

O vice-ministro de Relações Exteriores do Irã, Abbas Araqchi, disse que a proposta é bastante promissora. “Mas ainda é muito cedo para julgar (se haverá progresso)”, disse ele à Reuters.

Loading...
Revisa el siguiente artículo