Após falha na 1ª tentativa, Japão lança foguete Epsilon ao espaço

Por Tercio Braga
O lançamento foi efetuado por meio de dois notebooks de um centro de controle | Kyodo/Reuters O lançamento foi efetuado por meio de dois notebooks de um centro de controle | Kyodo/Reuters

O foguete japonês Epsilon decolou neste sábado de uma base do sul do arquipélago, para colocar em órbita um telescópio espacial de observação remota de planetas. O lançamento estava previsto para 27 de agosto, mas a primeira tentativa teve de ser cancelada poucos segundos antes da hora prevista por um erro técnico.

Desta vez, o lançamento foi efetuado por meio de dois notebooks de um centro de controle, com pessoal reduzido ao mínimo.

O foguete Epsilon, de três estágios, 24 metros de comprimento e um peso de 91 toneladas, lançará o telescópio Sprint-A a uma altitude de 1.000 quilômetros.

Este telescópio é o primeiro do mundo que permite a exploração remota de planetas como Vênus, Marte e Júpiter a partir da órbita da Terra.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo