Patriota condena diplomata que atuou na fuga de senador

Por fabiosaraiva
Episódio levou Dilma a substituir o ex-ministro | Pedro  Ladeira/ Folhapress Episódio levou Dilma a substituir o ex-ministro | Pedro Ladeira/ Folhapress

O ex-ministro das Relações Exteriores Antonio Patriota criticou diretamente o encarregado de negócios em La Paz, Eduardo Saboia, por sua atuação na fuga do senador boliviano Roger Pinto Molina para o Brasil.

“A ação independente em assunto de grande sensibilidade representa conduta que não pode voltar a ocorrer”, disse Patriota, em seu discurso de despedida. O episódio levou à sua demissão do ministério, na segunda-feira.

Patriota foi substituído por Luiz Alberto Figueiredo Machado, que tomou posse ontem. O novo chanceler disse que terá uma missão “desafiadora”. “Trata-se de suceder um dos maiores talentos da diplomacia brasileira”, afirmou, em referência a Patriota.

Ontem, a Bolívia voltou a cobrar explicações sobre a viagem de Pinto Molina. “É importante devolver Roger Pinto à Bolívia e que ele seja julgado como qualquer autoridade envolvida em casos de corrupção”, declarou o presidente Evo Morales.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo