Senador Pinto Molina será ouvido pela Comissão de Relações Exteriores

Por Carolina Santos
Roger Pinto | Arquivo ABI Roger Pinto | Arquivo ABI

O senador boliviano Roger Pinto Molina será ouvido nos próximos dias pela Comissão de Relações Exteriores do Senado.

O político fugiu, no último sábado, da Bolívia com a ajuda do diplomata brasileiro Eduardo Saboia e a escolta de fuzileiros navais, numa viagem de 22 horas entre La Paz e Corumbá, no Mato Grosso do Sul.

Roger Pinto saiu da Bolívia sem salvo-conduto e o Itamaraty abriu um inquérito para apurar a operação, que também contou com a ajuda do senador Ricardo Ferraço, do PMDB.

O parlamentar conseguiu com um empresário um avião para levar o boliviano até Brasília, onde ele desembarcou na madrugada de domingo.

Em entrevista à BandNews FM, Ricardo Ferraço argumenta que, como asilado, Roger Pinto podia sair do país.

O parlamentar diz que a decisão tomada pelo diplomata Eduardo Saboia foi um gesto de solidariedade humana, uma vez que Roger Pinto estava com problemas de saúde.

Loading...
Revisa el siguiente artículo