Polícia londrina diz que arquivos de brasileiro são muito ‘sensíveis’

Por Carolina Santos

A polícia de Londres afirmou que o material apreendido com o brasileiro David Miranda, no fim de semana, é “altamente sensível” e, se revelado, “pode colocar vidas em risco”. Miranda namora o jornalista do “The Guardian” Gleen Greenwald, que revelou o programa de espionagem do governo americano.

A Scotland Yard também comunicou a abertura de uma “investigação criminal” após uma análise preliminar dos arquivos que estavam com Miranda. Os advogados do rapaz disseram haver poucos detalhes sobre esse inquérito.

Miranda conseguiu ontem uma liminar na Justiça britânica que impede o governo e a polícia de “inspecionar, copiar e compartilhar” o material apreendido com ele. Há uma exceção, porém, que permite a análise “por razões de segurança nacional”.

A liminar dá à Scotland Yard prazo até 30 de agosto para a análise do conteúdo dos arquivos.

O brasileiro ficou nove horas retido em um aeroporto de Londres, no último domingo, sendo interrogado pelas autoridades. O episódio irritou o governo brasileiro, que cobrou explicações oficiais, e gerou críticas da oposição britânica.

Loading...
Revisa el siguiente artículo