Tribunal ordena liberdade do ex-presidente Hosni Mubarak

O ex-presidente do Egito responde por quatro acusações por "morte de manifestantes" e "corrupção"; Ministério Público pode recorrer

Por BAND
Stringer/Files/ Reuters Mubarak responde por quatro acusações| Stringer/Files/ Reuters

Um tribunal egípcio ordenou nesta quarta-feira a liberdade condicional do ex-presidente Hosni Mubarak, derrubado por uma revolta popular no início de 2011, em um caso de enriquecimento ilícito, indicou uma fonte judiciária.

Mubarak, de 85 anos, responde por quatro acusações – por “morte de manifestantes” e “corrupção”. Antes da decisão desta quarta, ele havia conseguido em três ocasiões a liberdade condicional.

Ainda não está claro se o ex-presidente, que está preso desde abril de 2011, será colocado em liberdade. O Ministério Público pode recorrer da decisão.

Entenda

Mubarak foi obrigado a renunciar no dia 11 de fevereiro de 2011 após uma revolta popular. Ele é acusado de cumplicidade na morte de centenas de manifestantes durante esta revolta e de corrupção.

O ex-presidente foi condenado à prisão perpétua, mas este veredicto foi anulado por um Tribunal de Cassação.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo