Rafael Correa denuncia operação de espionagem contra quatro países

Por Tercio Braga
Presidente equatoriano Rafael Correa garante ter provas dos grampos e rastreio de e mails | Marcello Casal Jr./ABr Presidente equatoriano Rafael Correa garante ter provas dos grampos e rastreio de e mails | Marcello Casal Jr./ABr

O presidente equatoriano, Rafael Correa, denunciou nesta quarta-feira a existência de uma operação de espionagem contra a Argentina, a Colômbia, o Equador e a Venezuela. Segundo ele, trata-se de um caso diferente da denúncia feita pelo ex-agente Edward Snowden.

Correa disse que foram interceptados e-mails e chamadas telefônicas, mas não mencionou a fonte da informação, que, segundo ele, teria participado da operação. “Continuamos investigando quem coordenou esta espionagem massiva, que é diferente da denunciada por Snowden. Mas sabemos que espionaram nosso governo, o governo de [Juan Manuel] Santos [Colômbia], o venezuelano e o argentino”, disse.

O presidente equatoriano garantiu que ter provas dos grampos utilizados nas chamadas telefônicas e de que seus e-mails foram grampeados. “Temos provas disso, não é que estamos suspeitando”, disse.

Edward Snowden é ex-funcionário de uma empresa terceirizada que prestava serviços à Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA) e revelou um programa global de vigilância americano. Snowden está temporariamente asilado na Rússia.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo