Retirada do "Costa Concordia" do mar começa em setembro

O naufrágio aconteceu em janeiro de 2012 e deixou 32 mortos dentre os quatro mil passageiros

Por BAND
O Costa Concordia naufragou há mais de um ano e meio no litoral da ilha toscana de Giglio | Giampiero Sposito/Reuters O Costa Concordia naufragou há mais de um ano e meio no litoral da ilha toscana de Giglio | Giampiero Sposito/Reuters

As manobras para retirar o navio “Costa Concordia”, que naufragou há mais de um ano e meio no litoral da ilha toscana de Giglio, começarão em setembro, confirmou Franco Gabrielli, coordenador da operação. O barco está com a metade do casco para fora da água.

Depois do naurfágio que deixou 32 mortos entre os mais de quatro mil passageiros em janeiro de 2012, a retirada do casco foi inicialmente programada para setembro de 2012 e depois adiada para maio de 2013.

Segundo o prefeito de Giglio, Sergio Ortello, os habitantes da ilha já não suportam a presença do “Costa Concordia”, uma vez que a ilha teve sua temporada turística afetada pela tragédia.

 Julgamento

Um ano e meio depois do naufrágio que matou 32 pessoas, começou no mês de julho, na Itália, o julgamento do capitão do navio Costa Concórdia.

Houve correria na chegada de Francesco Schettino ao tribunal em Grosseto. Também chamou a atenção a presença da dançarina que fazia parte da tripulação e foi vista saindo da sala de comando quando o navio bateu nas rochas.

Acusado de homicídio, abandono do navio e danos ambientais, o capitão pode ser condenado a 20 de prisão. A defesa tenta um acordo para redução da pena. O julgamento deve durar meses.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo