Horacio Cartes toma posse como presidente do Paraguai

Por Tercio Braga
Horacio Cartes, o novo presidente do Paraguai | Partido Colorado/Reuters Horacio Cartes, o novo presidente do Paraguai | Partido Colorado/Reuters

Horacio Cartes, do Partido Colorado, se tornou oficialmente presidente do Paraguai. Em seu discurso de posse, o megaempresário do tabaco (que sequer havia votado alguma vez na vida até se tornar candidato a presidente) prometeu uma “guerra contra a pobreza”. Ele fica no cargo até 2018.

O mandatário também falou sobre as relações com seus vizinhos no continente. Sem mencionar o Mercosul, ele disse “apostar no fortalecimento dos organismos regionais”. O Paraguai foi suspenso do bloco após o impeachment relâmpago de Fernando Lugo, no ano passado.

A volta dos paraguaios ao Mercosul é certa, mas deve levar alguns meses. “O fato de Cartes ter falado de forma genérica sobre  a integração indica que ele está tentando ganhar cacife político”, diz Fabrício Pereira, cientista político da Universidade Federal Fluminense. “Mas ele não tem alternativa, o Paraguai é muito dependente do Brasil.”

A principal “luta” de Cartes será convencer os membros de seu partido da volta ao bloco. O Congresso paraguaio também precisa aprovar o ingresso da Venezuela como membro pleno do Mercosul — movimento feito durante a suspensão temporária do Paraguai.

Para Fabrício, a volta deve ocorrer em dezembro, quando a Venezuela deixa a presidência do bloco.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo