Experiências de quase morte são desvendadas por cientistas nos EUA

Por Tercio Braga

Cientistas nos Estados Unidos podem ter desvendado o mistério por trás das experiências de “quase morte”. Visões relatadas por pacientes teriam a ver com uma intensa atividade cerebral depois de uma parada cardíaca.

Cerca de 20% dos sobreviventes de parada cardíaca relatam alguma experiência de quase morte. Pesquisadores da Universidade de Michigan podem ter esclarecido porque isso acontece. Eles gravaram sinais cerebrais de camundongos logo depois de seus corações pararem e descobriram que o nível de atividade mental 30 segundos após a morte é muito maior do que o normal.

O resultado indica que existe um período de consciência entre a vida e a morte clínica. Nos seres humanos, essa hiperatividade é a provável causa das visões de túneis, luzes e de pessoas queridas relatadas por pacientes que viveram a experiência da quase morte.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo