Egito: Islâmicos e liberais entram em confronto

Por Carolina Santos

Apoiadores do presidente deposto do Egito Mohamed Mursi entraram em choque com liberais, agravando a crise política no país, que já se arrasta há seis semanas. Forças de segurança usaram bombas de gás lacrimogêneo para dispersar a multidão.

Segundo a Irmandade Muçulmana, grupo que apoia Mursi, policiais à paisana abriram fogo contra os islâmicos. Cinco pessoas ficaram feridas. As autoridades confirmaram as ocorrências, mas disseram não saber de onde partiram os tiros.

O governo liberal, apoiado pelo Exército, adiou os planos de remoção dos acampamentos pró-Mursi no Cairo. Na segunda-feira, o Judiciário prolongou a detenção de Mursi por 15 dias.

Loading...
Revisa el siguiente artículo